Estrelas do Cinema: Jim Carrey e suas mil faces – Ou seria uma só?


11 Flares Facebook 2 Twitter 4 Google+ 5 Pin It Share 0 Email -- 11 Flares ×

helosa_araujo_jim_carrey_analise.24.01

E esse é mais uma novidade que trago para o Who’s Nerd? para esse ano de novos e lindos projetos! É sempre bom conhecer e avaliar não só os filmes individuais, mas também as histórias de cada ator, atriz e claro, os diretores. Eu sei que é um assunto que sempre rola em uma (ótima) mesa de bar, e entre amigos tudo fica sempre mais interessante, e é nisso mesmo que eu quero ajudar, quero pôr mais lenha na fogueira das opiniões!

Jim Carrey e suas mil faces – Ou seria uma só?

Eu pensei em começar pelo mais fácil – Jim Carrey. Um ator que sem dúvidas nenhuma gera assuntos polêmicos sobre seus filmes e sem precisar mudar muitas coisas em seus papéis. Sabe aquela frase “se melhorar, estraga”? No caso de Jim Carrey seria “se mudar, perde a graça”. Afinal ele sabe muito bem o que faz, tem o dom de fazer caretas e sonoplastias com a própria boca, o que mais o cinema de humor americano poderia querer?

O cômico ator Canadense completou 51 anos nesse mês, mais precisamente dia 17 de Janeiro, apesar de ter nascido em um pequeno bairro de Toronto e vindo de uma família de classe média, Jim mostrou desde pequeno que seu dom estava correndo em suas veias, não somente por seu pai ser músico de Jazz, mas por seus professores da escola dedicarem sempre alguns minutos do final da aula para as suas palhaçadas. E foi com esse tipo de incentivo que o ator mandou o seu primeiro produto para o programa  The Carol Burnett com apenas 10 anos de idade! Mas até conseguir o seu destaque como profissional, sua família não tinha grana para bancar estudos fora, e por isso chegou a trabalhar como segurança por muitas vezes, quando começou a fazer alguns shows de stand-up comedy publicamente, seu trabalho começou a ser destacado. Yuk Yuk’s, é o nome do primeiro clube que Jim Carrey começou a fazer as suas palhaçadas por dinheiro.  E Rubberface o seu primeiro filme em 1981. Na sua vasta filmografia encontramos filmes como Ace VenturaDébi & Lóide, O Máscara, O Mentiroso, O Pentelho, Eu, Eu mesmo e Irene, O Todo Poderoso, Sim, Senhor!  e, claro sem esquecer de O Show de Truman e o Mundo de Andy.

E durante todo esse tempo, em sua filmografia também podemos perceber o quão caricato Carrey é! O que eu observei é que sempre as histórias vividas por seus personagens percebemos uma base sólida e fixa para o enredo: Um rapaz inconsequente, mal amado, desorientado, cheio de defeitos, apesar de sempre fazer todos rir, que precisa passar por algum momento bem traumático de sua vida para aprender, crescer e vencer na vida! Sem generalizar, até porque a problemática do seu principal filme O Show de Truman nos traz um outro tipo de problemática (que não deixa de ser parecido): Um rapaz que vive uma vida sem muitos obstáculos, mudanças e quando ele resolve sair de sua vida perfeita, ele descobre que está vivendo um Reality Show.

helosa_araujo_jim_carrey_analise_show_de_truman.24.01

Outra percepção que tenho a respeito  sobre os filmes de Jim Carrey é que independente de seu personagem (que são todos muito parecidos) acabamos discutindo os valores de mercado, propaganda e consumo na maioria deles. O já clássico O Show de Truman nem se comenta com relação a isso, mas o Sim, Senhor! é outro que traz grandes traços e mensagens subliminares a respeito desses temas. Também não posso esquecer dos sermões, emoções envolvidas diretamente com o humor, e claro, a famosa moral da história, bastante conhecida em todos os seus filmes.

Ser conhecido e analisado como ser caricato, um ator com mil faces, vários nomes, mas de uma personalidade só não é ruim, apesar de não mudar quase nada nem no jeito de falar, o ator entra de cabeça em todos os personagens e dá vida, muita vida, a todos eles com uma força espetacular! O público do Jim Carrey é bastante vasto e vai seguir o filme que for só por saber que ele está contracenando, já sabendo que vai ver muita careta, desastre e mal criação do começo ao fim do filme!

É engraçado avaliar dessa forma, porque em seu site oficial é mostrado Jim Carrey e suas mil faces, para mim faces de uma face só! Muito bom!


Sobre Helosa Araújo

Graduada em Publicidade e Propaganda e especialista em Moda e Comunicação pela Universidade de Fortaleza, eterna estudante e pesquisadora (tendo como principais temas a fotografia, sociedade, cultura e etnias) e dona do blog Tem Na Fotografia. Teve seu primeiro contato com a fotografia (propriamente dita) em 2005 e depois de trabalhar em vários setores da comunicação se entregou aos clicks em 2007 e hoje não sabe ver uma cena sem um determinado olhar crítico pensando em uma forma de enquadrá-la. Profissionalmente falando, Helosa vivia dividida entre várias categorias da fotografia, passeou como freelancer pela fotografia Social, de Moda, Publicitária, Newborn e Documental, hoje, repórter fotográfica do jornal Diário do Nordeste tenta cumprir o seu papel de comunicadora visual usando a fotografia como sua principal ferramenta.