Entendam por que “Everybody hates Windows 8!”


0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email 0 0 Flares ×

 Entendam por que Everybody hates Windows 8!

Pelo visto não é só o tio Gabe Newell que está insatisfeito com a próxima versão do Windows (a saber, Windows 8), outras celebridades da indústria de jogos também estão bem inseguras quanto ao futuro da nova plataforma da Microsoft. Por parte do tio Newell e de outros gigantes da indústria, o grande medo é de que a Microsoft esteja planejando “fechar mais a sua plataforma Windows” .

Fechar o Windows 8? Como assim tio Igor?

Veja bem, nobre ser bípede, com o nascimento da Windows 8 Store, há uma grande possibilidade de tudo e qualquer coisa que for desenvolvida para Windows 8, tenha que passar no pente fino da loja da Microsoft, que em miúdos significa perder 30% do seu lucro para cada venda realizada. Há ainda uma forma da empresa reter 80% do lucro sobre o produto vendido, mas a Microsoft ainda não estipulou as condições para tal modalidade.

Oras, quer dizer então que isso só irá afetar as desenvolvedoras. Certo?

Errado, pequeno gafanhoto. Sabe-se bem que na indústria nada se perde, tudo se repassa para o consumidor final. Traduzindo: Caso o Windows 8 venha com todas essas restrições, não vá estranhar se os seus queridos jogos e softwares receberem um singelo aumento de preço.

Ah, você está falando bobagem! Onde você viu isso?

Não, criatura protista, eu estou apenas especulando, assim como estão fazendo Gabe Newell da Valve, Rob Pardo da Blizzard ou até mesmo o Markus “Notch” Persson da Mojang. Assim como Newell, Rob Pardo também não gostou nada do Windows 8 e também xingou muito em seu perfil do twitter (ou quase isso). Além dos supracitados, Brad Wardell, o CEO da Stardock (uma empresa especializada em softwares para Windows), em seu texto “Três problemas fatais que ameaçam o Windows 8“, teceu algumas palavras “inusitadas” para descrever o novo SO da Microsoft, palavras como “Esquizofrênico“, “Desagradável” e “Pesadelo” estavam entre elas. Para Wardell, o Windows 8 sofre de crise de identidade, que não sabe bem se ele é um Sistema Operacional para tablets ou para Desktops, e seja como for, não faz bem sendo nem um, nem outro (o conhecido paradigma do pato).

Então está tudo acabado? Adeus jogatina na plataforma Windows?

Calma, calma… Nem tudo são flores, mas também nem tudo são espinhos. Vai que a Microsoft consegue surpreender todo mundo e consegue estabelecer um ecossistema onde todos saem ganhando? Afinal de contas, antes o mutualismo do que o predatismo, não é mesmo? De qualquer forma, são muitas especulações e poucas afirmações. Veremos como tudo se desenrolará de fato quando o Windows 8 der as caras oficialmente e mostrar a que veio.

[via GamesBeat]