Até que “o mais” os separe – Playstation Plus


7 Flares Facebook 2 Twitter 3 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- 7 Flares ×

valder_bomfim_playstation_plus_topo_12.03.12.jpg

Ainda é possível nos dias de hoje, viver desconectado? Você, caro leitor, consegue passar um dia longe de qualquer dispositivo com acesso a internet sem o mínimo de culpa? Confesso que, pra mim, isso é algo quase que impensável. É quase uma necessidade física diária: ver e-mail, checar redes sociais, me atualizar com as notícias online… E tudo isso é culpa deste novo tempo? Não, é minha mesmo. Mas chega de questionamentos filosóficos e existenciais, esse não é o ponto. Qual é o ponto? A rede online do Playstation 3, a PSN – PlayStation Network. Quer dizer, agora ela se chama SEN – Sony Entertainment Network.

valder_bomfim_playstation_plus_imagem_1_12.03.12.png

PSN é passado. Agora é SEN!

Quem tem um PS3 e agora um PS Vita, é agraciado com um serviço online gratuito e diga-se de passagem com uma boa qualidade. Não posso falar nada da XBOX Live pois não tenho acesso a ela. AINDA. Mas voltando a PSN, digo SEN (essa mudança vai demorar para quem tem algum console da Sony), podemos dizer que ela funciona bem. Na maioria das vezes, é claro. Não é muito frequente, mas algumas vezes já fui desconectado da rede sem motivo aparente, sendo surpreendido com uma mensagem no topo da tela dizendo que ocorreu algum erro e fui kickado pra fora de lobbies de jogos por causa disso.

valder_bomfim_playstation_plus_imagem_2_12.03.12.png

Okay...

Aí você vem me dizer: Você já não está pagando nada pra usar esse serviço e ainda tá reclamando? Sim meu caro, reclamo sim. Desde que o console foi lançado que a gratuidade da PSN/SEN foi um dos grandes pontos fortes e decisivos na hora de comprar um aparelho. Quem conhece SEN e Live diz que a Live é superior a SEN em vários aspectos, o que deve ser verdade, afinal a Micro$oft já está no mercado de PC’s a décadas e já deu muitos passos a frente da Sony nesse quesito. Algo que a Sony vem tentando até hoje é um serviço chamado de Playstation Home, com uma proposta similar ao Second Life (tirando a parte de poder lucrar de verdade com seu mundinho online). Na Home, a principal proposta é a integração de pessoas, uma rede social com avatares andando por cenários até bem construídos para conhecer novas pessoas e até mesmo alguns jogos.

A nova Playstation Home

Mas eis que a Sony decide anunciar um serviço diferenciado para seus usuários, com conteúdos exclusivos para seus assinantes e… Êpa, assinantes? Como assim, a Sony agora vai cobrar por um serviço que ela prometeu ser gratuito até o final dos dias do PS3? Não, ela não vai cobrar para você ter uma conta na PSN/SEN, apenas vai oferecer um diferencial para quem quiser “pagar” por ele. Ufa, que 53F0#@3ss@m3R64, vou deixar como está. Tá bom assim, não quero mudar não.

valder_bomfim_playstation_plus_imagem_3.12.03.12

Enfim, mas eis o serviço em questão: se chama PlayStation Plus, ou PS+. Quem é assinante PS+ tem direito a vários conteúdos que contas “normais” da SEN não tem. Tá, mas e daí? Qual a vantagem disso? Bem, seguem abaixo algumas vantagem de ser um usuário Plus:

  • Descontos de, no mínimo, 30% em compras na loja virtual, a Playstation Store, dependendo do produto;
  • Guardar saves de jogos na nuvem, podendo ser acessados de qualquer aparelho PS3 e/ou PS Vita;
  • Acesso a biblioteca de jogos Trial, onde você pode degustar um jogo inteiro, se conseguir terminá-lo em 1 hora;
  • Acesso a conteúdos da PS Store antes dos usuários “comuns”, e agora o melhor de tudo;
  • JOGOS GRÁTIS, além de temas para seu PS3 e avatars para seu perfil na SEN, dentre outras vantagens.

É sério, você pode baixar jogos gratuitamente para seu aparelho. Mas qualquer jogo da loja? Não, infelizmente. A cada atualização da Store, há pelo menos um jogo disponível gratuitamente para usuários PS+, sendo eles “blockbusters” de PS3, jogos a venda exclusivamente pelas redes virtuais, clássicos de PSOne ou minis, sendo estes compatíveis tanto ao PS3, como para seus irmãos menores, PSP e PS Vita.

valder_bomfim_playstation_plus_imagem_4.12.03.12

Freekscape: um "minis" genuinamente tupiniquim.

Você quer saber se vale a pena adquirir o plano PlayStation Plus? Na humilde opinião deste que vos escreve, SIM, e muito. Desde que adquiri o plano Plus, acho que já resgatei o valor que paguei só nos primeiros meses. Só em jogos, peguei 88 títulos, entre “blockbusters”, exclusivos SEN, não-exclusivos SEN, clássicos de PSOne e minis. Assinando o plano anual, paguei US$ 50, ganhei mais 3 meses por adquirir este plano e com o “apagão” da PSN no ano passado, eles deram aos usuários Plus, mais 3 meses grátis sem nenhum custo adicional. Sem contar que vez ou outra, recebo mensagens da Sony ou desenvolvedores oferecendo algum jogo gratuito ou com um desconto muito bom, tipo 70% em algum jogo.

Abaixo segue uma lista com alguns dos jogos que “ganhei” na PS+:

  • Far Cry 2
  • Sly Cooper and the Thievius Raccoonus (da coleção The Sly Collection)
  • Tomb Raider: Underworld
  • Altered Beast
  • Back to the Future: The Game
  • Golden Axe
  • Hydrophobia: Prophecy
  • Lead and Gold: Gangs of the Wild West
  • Magic: The Gathering – Duels of the Planeswalkers
  • Marvel Pinball
  • Plants vs. Zombies
  • Streets of Rage II
  • The Simpsons: Arcade Game
  • Crash Team Racing (PSOne)
  • Final Fantasy V (PSOne)
  • Syphon Filter 1, 2 e 3 (PSOne)
  • Resident Evil 1,2 e 3 (PSOne)
  • Crash Bandicoot 1, 2 e 3 (PSOne)
  • Age of Zombies (minis)
  • Doodle Fit (minis)
  • Hero of Sparta (minis)
  • I Must Run! (minis)
  • Let’s Golf! (minis)
  • OMG-Z (minis)
  • Where is my Heart? (minis)

    valder_bomfim_playstation_plus_imagem_5_12.03.12

    Where is my heart?

E agora? Se animou em ser um Plus? Só alguns detalhes que você deve ficar atento:

  • Todo o conteúdo que você adquiriu enquanto usuário Plus só estará disponível para você enquanto você for usuário Plus. Caso sua assinatura expire, será necessário renovar para voltar a ter acesso ao seu conteúdo. Não se preocupe, você não vai perder nenhum save ou qualquer coisa por conta disso.
  • Outra coisa, o serviço ainda não está disponível para usuários com contas localizadas no Brasil. Então se quiser se tornar um usuário Plus, é necessária uma conta localizada em algum país que ofereça o serviço. Eu uso a Plus americana, mas não é exclusividade dos EUA. Veja se o serviço está disponível na região da sua conta.

Fica a dica! 😉


Sobre Valder Bomfim

Apaixonado por games desde os 5 anos de idade quando dei meu 1º soco em "Alex Kidd in the Miracle World" e sonhando que um dia conflitos armados possam ser feitos exclusivamente por ambientes virtuais ultra-realistas. Ando me desdobrando em 3 para seguir meus objetivos, que é atuar no setor de jogos nacional de alguma forma, se possível produzindo meus próprios projetos.