One Piece também é cultura, ensinando direitos humanos no Japão


25 Flares Facebook 3 Twitter 20 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- 25 Flares ×

igor_queiroz_tony_tony_chopper_one_piece.06.03

Sempre pensei que quando eu for pai, One Piece será anime obrigatório na lista de desenhos animados dos meus filhos, é, não sou o NerdPai, mas pretendo ser um dia, né? E ao ver essa notícia no Anime News Network, só fiquei mais convencido de que essa minha atitude será benéfica para os meus futuros pirralhos.

Um professor da Kunijima High School em Osaka, resolveu mostrar às crianças lições de humanidade, através do personagem do anime One Piece, Tony Tony Chopper, que pessoas que caíram no ostracismo por conta de sua aparência externa, podem conseguir crescer e superar seu problemas através dos seus amigos.

Para quem não conhece a história da pequena rena, Chopper nasceu com um nariz azul, e por isso, os demais da sua manada o escarnecem. Até que um dia Chopper acaba comendo uma Akuma no Mi (Fruta do Diabo – que dentro da mitologia de One Piece, significa frutas que dão habilidades extras aos usuários em troca de torná-los um peso morto na água), chamada Hito Hito no Mi (Fruta do Humano), tornando a infeliz rena em metade rena, metade humana. Isso só fez com que Chopper sofresse mais ainda escárnio por parte da sua manada, até que ele é encontrado pelo Doutor Hiluluk, e então acaba criando o seu primeiro laço de amizade.

O professor Akitoshi Maekawa, de 46 anos, acabou fazendo associações entre a situação de Chopper e casos como o apartheid Sul-africano e os movimentos de direitos civis americanos. O professor então pediu para que seus alunos fizessem uma ligação entre Chopper e grupos da atual sociedade. Os alunos ficaram fascinados a fazerem paralelos entre o problema de discriminação racial com os negros, ou pessoas que são forçadas a viver na miséria, preconceito com pessoas deficientes, ou até mesmo vítimas de bullying que estão tão em voga.

[via ANN]