Mestres da indústria de jogos: Angela Aki


13 Flares Facebook 3 Twitter 8 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- 13 Flares ×

igorqueiroz_angela_aki_02.22.02

Aproveitando a notícia de que ela acabou de dar à luz ao seu primeiro filho, resolvi falar sobre essa excepcional cantora japonesa, Angela Aki. Mas afinal: Quem é Angela Aki? Se você, assim como eu, gosta de JRPGs, deve conhecê-la por seu trabalho em Final Fantasy XII, já se faz parte do lado Otaku da força (também assim como eu 😛 ), deve conhecê-la por seu trabalho em Blood+.

Angela Aki (Kiyomi Angela Aki), nasceu em Tokushima, Japão, no dia 15 de Setembro de 1977, além de cantora, é compositora, pianista, guitarrista. E como dito logo acima, aos seus 34 anos, teve o seu primeiro filho. Aki é filha de Kiyoshi Aki, dono e cofundador da Aeon Corporation, uma grande rede de escolas no Japão para aulas de conversação em inglês. Já a mãe de Aki é uma americana com descendência italiana, o que explica os traços exóticos da cantora.

Ela aprendeu a tocar piano aos seus 3 anos de vida,  e durante a sua infância ainda dominou o violino e a guitarra. Em 1992, quando Angela chegou aos seus 15 anos de idade, foi morar no Havaí com os pais, onde estudou em uma escola americana e logo ganhou uma bolsa de U$ 2.500,00 dólares por conta de suas habilidades.

Depois foi a vez de frequentar as aulas na Universidade de George Washington, em Washington D.C., até quem em Janeiro de 2000 lançou o seu primeiro álbum independente americano, These Words. Então ela se formou em Maio de 2000. Fez algumas performances ao longo do ano e no ano seguinte até ser notada por um produtor japonês, que convidou-a para cantar em uma propaganda, ela aceitou, e em 2002 era lançada a sua propaganda para Yakult no Japão.

igorqueiroz_angela_aki_01.22.02

Em 2005 ela retomou o seu trabalho como cantora e compositora independente, e lançou o seu álbum ONE, agora totalmente em japonês. É dito que foi através desse álbum que Aki chamou a atenção do mestre Nobuo Uematsu, que a chamou para cantar a música tema de Final Fantasy XII, Kiss me Good-bye, que foi escrita por ela tanto a versão em inglês quanto a em japonês, mas o compositor da música foi o tio Nobuo.

Ter essa grande chance de fazer parte de uma franquia de tanto sucesso como Final Fantasy, abriu as portas da esperança carreira da cantora, e fez com que ela recebesse cada vez mais destaque na indústria fonográfica japonesa e internacional. Aki ainda chegou a cantar a sua versão de Eyes on Me de Final Fantasy VIII, canção original de Faiye Wong, no concerto em Yokohama Voices – Music from Final Fantasy, em 2006.

Abaixo seguem os álbuns da cantora, e logo depois alguns vídeos do trabalho dela:

  • These Words (2000)
  • One (2005)
  • Home (2006)
  • Today (2007)
  • Answer (2009)
  • Life (2010)
  • White (2011)
  • Songbook (2012)