Sana Fest 2012: Ensinamentos de Al Rio


helosaaraujo_al_rio_comic_con_fortaleza_01.13.02

Na palestra de Al Rio que tive o prazer de assistir no Sana Fest 2012, ouvi palavras lindas, que acabaram servindo para mim, fotógrafa publicitária freelancer, que também tenho minhas dificuldades no mercado. E tudo o que ele tinha a dizer (além de mostrar seus inúmeros trabalhos) eram palavras de força e apoio, elevando a autoestima aos futuros desenhistas e ilustradores profissionais.  O Álvaro Araújo Lourenço do Rio, mais conhecido como Al Rio, tentou passar para seus jovens ouvintes, que não tem idade para dar início aos desenhos, e mesmo sendo muito novo é possível pegar um trabalho profissional.

helosaaraujo_al_rio_comic_con_fortaleza_02.13.02

Várias e várias vezes, Al Rio repetiu em sua palestra, que não importa o que dizem, o que importa é que você trabalha com o que você gosta, e que faz tudo com ética e responsabilidade. Não importa se as pessoas ficam julgando que “desenhar” não é atividade profissional, o que importa mesmo é você se sentir profissional no que você faz. E que não importa também, se você não tem um estúdio de quadrinhos, ou escritório, você pode ser um profissional de quadrinhos em sua casa, no seu quarto.

helosaaraujo_al_rio_comic_con_fortaleza_03.13.02

Foi realmente uma despedida bastante significativa.

[Fotos: Helosa Araújo]


sobre Helosa Araújo

Graduada em Publicidade e Propaganda e especialista em Moda e Comunicação pela Universidade de Fortaleza, eterna estudante e pesquisadora (tendo como principais temas a fotografia, sociedade, cultura e etnias) e dona do blog Tem Na Fotografia. Teve seu primeiro contato com a fotografia (propriamente dita) em 2005 e depois de trabalhar em vários setores da comunicação se entregou aos clicks em 2007 e hoje não sabe ver uma cena sem um determinado olhar crítico pensando em uma forma de enquadrá-la. Profissionalmente falando, Helosa vivia dividida entre várias categorias da fotografia, passeou como freelancer pela fotografia Social, de Moda, Publicitária, Newborn e Documental, hoje, repórter fotográfica do jornal Diário do Nordeste tenta cumprir o seu papel de comunicadora visual usando a fotografia como sua principal ferramenta.