Capcom’s next big – Resident Evil 6


5 Flares Facebook 2 Twitter 2 Google+ 1 Pin It Share 0 Email -- 5 Flares ×

valderbonfim_resident_evil_6_logo.24.01

É, caro leitor. Semana passada a Capcom surpreendeu a todos com um trailer ultra-fodástico incrível de sua mais nova cria: Resident Evil 6. A empresa conseguiu manter as informações bem guardadas até dia 19 de Janeiro de 2012, mas conseguiu surpreender. Não só pelo conteúdo do trailer, mas por sua duração de 3:30min, o que ia contra vários de seus títulos anunciados anteriormente, quando usavam teasers de no máximo 30 segundos.

Enfim, o que achei do trailer? Muito bom. Desde Resident Evil 4 o jogo vem recebendo críticas e elogios por estar mudando tanto seu estilo de gameplay, passando de Survival-Horror para um Action-Horror (se é que esse gênero existe). As críticas negativas vêm principalmente dos fãs mais puristas da série. Eu adoro a série e curti desde o primeiro jogo, aliás lembro que na época minha dúvida mortal era se compraria um Playstation ou um Nintendo 64 e esse jogo me fez decidir pelo console da Sony. Obrigado Capcom!

Retomando o raciocínio, a história da série deixou de ser “local” e passou a ser “mundial”. Explico. Quando RE ainda era survival-horror, a ação se passava dentro de uma mansão que tinha um laboratório escondido. Durante o primeiro jogo, haviam muito poucos indícios que as atividades da Umbrella aconteciam em outros locais além da não-tão-pequena Raccoon City. Já no segundo jogo, mais indícios de ações ao redor do globo da famigerada empresa farmacêutica. No terceiro jogo, ainda mais informações sobre isso. No Resident Evil Code: Veronica X confirmamos que essas ações eram reais porque estávamos finalmente fora de Raccoon City.

O que os puristas querem é que uma cidade seja detonada, que a tecnologia não avance e que os inimigos sejam sempre zumbis que mal conseguem se segurar em pé. Meus caros, acordem!!! Eu também sinto falta daqueles sustos espalhados pelos jogos, com destaque memorável ao cachorrinho que pulava pela janela. Entendam que o cenário deixou de ser Raccoon City e agora é algo worldwide.

valderbonfim_resident_evil_6_leon.24.01

Sinceramente não sei o que esperar desse jogo. O trailer impressionou, fato! A possibilidade de 3 protagonistas, com histórias paralelas poderá abrir muitas portas e um rosto novo para chamar de protagonista é algo que particularmente não esperava, mas queria muito. Que tal dar umas férias para Chris, Jill, Leon, Claire e Ada hein, Capcom? Onde estão Barry, Rebecca, Carlos, Hunk e principalmente: CADÊ A SHERRY?

Agora vamos aos “achismos”:

  • A missão de Leon é mais voltada a um estilo survival-horror bem dramático, já que foi mostrado que ele vai matar o presidente americano Adam Graham transformado em zumbi, que já foi um grande amigo e confidente de Leon.
  • Graham lhe soa familiar? A loirinha que aparece no trailer também? Especula-se que ela seja Ashley Graham, filha do presidente americano que muitos odiaram em Resident Evil 4.
  • A cidade com 90% da população contaminada pelo vírus (finalmente um vírus e não parasita misturado com vírus) se chama Tall Oaks.
  • O novo protagonista tem um estilo de luta parecido com o de Albert Wesker. Mas o Wesker já morreu, então #NoHopeLeft para o aclamado vilão. Já vi comentários de que seja Steve Burnside, o aborrescente que fica ‘xonadinho pela Claire em Resident Evil Code: Veronica X. Mas acredito que ele possa ser uma das crianças do projeto “Wesker Children” revelado no último jogo, Resident Evil 5. Seu sangue parece ter alguma importância para a história.
  • A missão de Chris parece ser algo mais voltado para a ação e vai se passar na China, onde a infecção está começando a se disseminar, pois vemos civis no meio de todo o caos instalado no local.
  • Outra coisa: 20 de novembro desse ano? Não querendo ser pessimista, mas não acredito muito nessa data. (Espero estar enganado)

Obs: Lembrei de um 2º filme que a Capcom estaria produzindo, acho que se chama Resident Evil: Damnation, que também terá foco nos personagens Leon e Chris. O filme será lançado também esse ano. Quem sabe em conjunto com o jogo?

Confiram o trailer do novo jogo legendado em português e em seguida o trailer de Resident Evil: Damnation e façam suas apostas:

 

 


Sobre Valder Bomfim

Apaixonado por games desde os 5 anos de idade quando dei meu 1º soco em "Alex Kidd in the Miracle World" e sonhando que um dia conflitos armados possam ser feitos exclusivamente por ambientes virtuais ultra-realistas. Ando me desdobrando em 3 para seguir meus objetivos, que é atuar no setor de jogos nacional de alguma forma, se possível produzindo meus próprios projetos.