Mangás da Semana – One Piece 765


13 Flares Facebook 8 Twitter 4 Google+ 1 Pin It Share 0 Email -- 13 Flares ×

one piece 765 - 01Seguindo a correria para ficar em dias com todos os Mangás da semana, não vou encher linguiça aqui nessa parte introdutória. Lembrando que em todos os posts da nossa sessão Mangás da Semana sempre HAVERÃO SPOILERS!

One Piece 765 – The Island of Fate: Minion

Dando continuidade as capas com a viagem solo do Jinbe (o primeiro filho do Mar) e o seu fiel companheiro temporário Gato Marinho, a capa desse capítulo One Piece 765 traz um grupo de aldeões contando o que aconteceu para aquela construção torta acabar ali, dizendo que ela simplesmente caiu do céu, que os Monstros Marinhos destruíram os barcos deles e que, se eu entendi bem, eles estão sem suprimentos.

Logo no final do capítulo passado, o último momento foi a ligação de Doflamingo para Corazon, e é justamente a partir desse momento que esse capítulo se inicia, onde o Doffy faz perguntas a Corazon e o mesmo responde com pequenos toques no Den Den Mushi, assemelhando ao antigo Código Morse. O ponto alto dessa conversa é quando Doflamingo convoca Corazon para retornar junto ao Law para a sua tripulação pois ele pode ter achado a cura para a doença de Law, e essa cura tem a ver com a Fruta Ope Ope no Mi. Segundo Doffy, a Marinha está oferecendo um valor altíssimo pela Fruta e um pirata qualquer desinformado das suas verdadeiras propriedades está buscando vendê-la. De toda forma, apesar de desconfiar que o governo está maquinando alguma coisa, o Doflamingo pretende roubá-la, e uma vez em posse dessa fruta, ele irá dá-la ao Corazon, a pessoa que ele mais confia, e assim Corazon poderia curar a doença de Law.

Ao final da ligação, surge uma faísca de suspeita no ar do próprio Doflamingo em relação ao seu irmão mais novo, já que ele traça uma estranha relação entre o “cessar fogo” da Marinha em para com à Família Donquixote e o tempo de sumiço do Corazon e Law, sendo esses dois intervalos tendo início no exato momento que Corazon sumiu. Coincidência? O próprio Diamante sugere que sim, e o Doflamingo acaba aceitando essa sugestão, mas com aquele sorriso psicopático no ar.

one piece 765 - 02Sabendo da existência da Ope Ope no Mi e que agora existe um paradeiro dela, Rosinante comemora junto a Law (que por sua vez não entende muito o motivo a princípio). Corazon explica a Law as propriedades milagrosas dessa fruta e diz que ela é a fruta perfeita para o Law, já que precisa de conhecimento profundo em medicina. Corazon suspeita que Doflamingo já esteja sabendo que Rosinante é um traidor, e pensando nisso e em todas as possibilidades, ele decide que o próximo passo a ser dado é roubar a Ope Ope no Mi e dá-la ao Law para que ele consiga se curar, e então fugirem para nunca mais se encontrarem com a Família Donquixote.

Decisão tomada, Corazon resolve ligar pra o Almirante da frota da Marinha, Sengoku, para perguntar sobre a veracidade da negociação da Ope Ope no Mi, (claro que antes há uma conversa de fundo cômica entre o Sengoku e o Garp). O Sengoku não disfarça a surpresa ao ser perguntado sobre isso, já que essa informação é confidencial (mas já sabemos quem é o informante, não é mesmo?). Quando o Corazon pergunta se o Sengoku sabe quando e onde será feita essa negociação, primeiramente o Sengoku tenta despistar o Donquixote mais novo, mas quando o mesmo pergunta: – Mesmo se vocês descobrissem que o Doflamingo pretende roubar a fruta durante a negociação?. Dessa vez, já ciente de que precisa cooperar com as informações, Sengoku fala que a negociação irá ocorrer em três semanas em uma ilha do North Blue chamada Rubeck. Corazon, por sua vez, informa-o que a sua reunião com a família Donquixote está marcada para três dias antes na ilha Swallow. Informações trocadas, Sengoku pede a Corazon que não se aproxime do local e o mesmo confirma a sua “ausência” acrescentando que  irá entregar ao Sengoku uma lista com os grandes “tubarões” e mercadores que negociam com o Doflamingo.

Infelizmente, logo após o término da ligação, Law encontra-se deitado e febril no que aparenta ser o limite da sua Doença do Chumbo Âmbar. Apesar do ar de desespero, Rosinante consegue manter o pequeno Law ainda com vida e assim eles partem em direção ao Arquipélago onde ocorrerão tanto o encontro com a família Donquixote, quanto as negociações pela Ope Ope no Mi. No caminho, Law fala para Corazon que o governo mesmo sabendo que o Chumbo Âmbar era tóxico, continuou mandando que as pessoas de Flevance o escavassem, unicamente para lucrar, e com isso acabou matando todos. Law explica isso, por que quer saber se o Rosinante é mesmo um aliado do governo. Corazon por sua vez responde em alto e bom tom que não é, e que ele (Law) esteja preparado para as consequências de roubar a Ope Ope no Mi, pois a partir daí, eles farão não só a Família Donquixote como inimigos, mas também a Marinha e o próprio Governo Mundial.

one piece 765 - 03Em mais uma conversa com Sengoku, Corazon recebe os detalhes finais necessários para dar cabo do seu próprio plano, secreto tanto ao próprio Sengoku quanto ao Doflamingo. Agora ele e Law encontram-se na ilha que dá título ao capítulo: Minion. É lá que os piratas possuidores da Ope Ope no Mi se encontram. Agora, já na ilha, Law observa uma mansão abandonada na cidade fantasma em Minion, enquanto recorda de alguns momentos engraçados com Corazon apresentando um pouco da utilidade do poder da sua fruta (utilidade essa não muito apreciada pelo Law, verdade seja dita).

Mesmo assim, Law percebe ao horizonte uma explosão na mansão abandonada, e ao mostrar o acontecimento mais de perto, a narrativa mostra o enorme potencial estratégico da Fruta do Rosinante, que explode, estilhaça, bate e faz uma verdadeira zona sem emitir um único som (aposto que o Sanji também adoraria essa Fruta), no final das contas, ele consegue invadir a mansão e roubar a fruta. Não fosse o triste fato do Corazon ser um desastrado inveterado, tudo teria dado mais do que certo… mas isso é coisa para discutirmos no próximo capítulo, pois esse acaba quando Corazon tropeça, rola um pequeno morro e dá de cara com alguns piratas subalternos do capitão pirata recém roubado.

Minhas considerações sobre esse capítulo e o que poderá vir a frente são: A sensação de que as peças estão se encaixando e tudo está passando a fazer cada vez mais sentido continua a transbordar nesse capítulo, e personagens centrais do arco atual (no tempo atual) vão ficando com um background ainda mais desenvolvido. É realmente impressionante como o Eiichiro Oda consegue manter um alto nível de narrativa depois de tantos anos com o mesmo mangá, efeito esse que não aconteceu nem com o recém acabado Naruto (que eu vou terminar os mangás da semana dele, prometo), e muito menos com Bleach, que já vem definhando em qualidade há mais tempo do que posso contar. Mas, sem mais delongas, vamos ao próximo capítulo, não é mesmo?

one piece 765 - 04