Mangás da Semana – One Piece 762


9 Flares Facebook 3 Twitter 4 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- 9 Flares ×

one piece 762 - 01Seguindo a correria para ficar em dias com todos os Mangás da semana, não vou encher linguiça aqui nessa parte introdutória. Lembrando que em todos os posts da nossa sessão Mangás da Semana sempre HAVERÃO SPOILERS!

One Piece 762 – The White City

Na capa da semana vemos Jinbe (e o Gatinho marinho?!?) fazendo um “detour” do seu objetivo de se encontrar com os Chapéu de Palha para averiguar o surto dos Monstros do Mar na Port Town. No fundo da imagem pode-se ver uma construção visivelmente “torta”, indicando que o tal surto dos Monstros do Mar causou uma destruição considerável (ou não).

Logo no início do capítulo podemos perceber duas coisas: Uma, a mais óbvia, é que Law está reunido junto a toda a Família Donquixote em uma espécie de banquete, a segunda, não tão clara visualmente, é que o garoto Law, da cidade de Flevance ou também conhecida como “White City” (ou Cidade Branca), com apenas 10 anos de idade e uma doença terminal, conseguiu adentrar à Família Donquixote, com a única restrição de que ele esteja preparado para sofrer as consequências, caso faça alguma coisa contra o irmão mais novo de Doflamingo. Restrição essa anunciada pelo próprio Doflamingo.

Ainda no primeiro quadro desse capítulo, há uma comoção por conta de partes esbranquiçadas na pele de Law, efeito (indesejado) esse devido a uma doença conhecida como “Doença do Chumbo Âmbar” em uma tradução bem livre, diga-se de passagem. Doflamingo explica de imediato que a tal doença não é transmissível de humano para humano, mas é na verdade um tipo de contaminação. Ele também pergunta a Law se ainda existem sobreviventes na cidade, ao que o mesmo responde que mal conseguiu sair vivo de lá, e então ao indagar a Law como ele conseguiu escapar, o pequeno Trafalgar responde que se escondeu sob a montanha de cadáveres e cruzou a fronteira.

Apesar da ameaça de Doflamingo em relação ao seu irmão Corazon, Law deixa bem claro que pretende se vingar do que o Donquixote caçula fez com ele no capítulo One Piece 761. Após esse primeiro momento, a Baby 5 pergunta ao Gladius o que é essa tal “White City“, ao que o mesmo explica de forma bem sucinta do que se tratava a cidade. Uma cidade rica, branca como leite, que parecia ter saído de um conto de fadas. Certo dia foi descoberto abaixo do reino um tipo de chumbo diferente, conhecido como “Chumbo Âmbar“, e aí determinaram que a natureza glamourosa da cidade era devida a existência desse mineral. Obviamente que o povo da cidade passou a fabricar todo tipo de utensílios a partir desse mineral, e eventualmente passou a ser a maior fonte de riqueza da cidade de Flevance.

Como nem tudo são flores, obviamente o grande ponto negativo do tal mineral era que o mesmo tinha propriedades intoxicantes, que era praticamente inofensiva enquanto se encontrava abaixo da terra, mas que consumia a vida daqueles que a escavassem e a manipulassem. Como todo bom governo, era óbvio que o Governo Mundial já sabia desse detalhe 100 anos antes dessa indústria sequer começar, mas isso não  impediu da família real e o Governo Mundial manterem segredo dos demais enquanto o dinheiro continuava caindo nos “cofrinhos” deles. A população, como na vida real, era inocente e não sabia de nada.

one piece 762 - 02Um efeito crucial e devastador da doença, era que atingia os descendentes, diminuindo a longevidade por alguns anos sucessivamente, até chegar a um ponto onde não poderiam mais haver gerações pois os afetados não teriam nem mesmo a possibilidade de gerar uma geração(sic), e quando isso foi percebido, já era tarde demais. A partir dessa premissa, as pessoas começaram a morrer da doença uma atrás da outra, crianças, velhos e assim por diante, chegando a um ponto onde as cidades vizinhas acabaram deixando a cidade de Flevance em quarentena, fechando todas as passagens com medo daquilo ser uma epidemia.

A família real conseguiu escapar a tempo, mas o resto da população passou a ser vista como monstros sendo cruelmente abatidos a tiros. Se sentindo acuado, o povo de Flevance acabou insurgindo, e lutando contra as cidades vizinhas com as balas de chumbo que tinham em demasia. A partir desse cenário, uma guerra surgiu e o resto é história. Mas calma, ainda sobrou tempo para detalhar a história do pequeno Law nesse capítulo.

Aparentemente o Law era aluno de um colégio de freira ou coisa do gênero, pois uma freira no ápice da guerra havia reunido os demais alunos para levá-los em segurança para fora de Flevance, já que haviam dito que os soldados estavam deixando as crianças passarem. Law no entanto não podia ir, pois sua irmã estava prestes a morrer e ele não queria deixá-la só. Junto a sua irmã, no hospital, Law tenta confortá-la em seus últimos momentos enquanto o pai deles tenta acalmar a população e entender por que diabos o governo ainda não reportou o fato de que essa doença não é contagiosa. Numa sucessão rápida de quadros, vemos o pior cenário, os pais de Law sendo assassinados e logo em seguida uma das cenas mais chocantes que já vi em One Piece, a freira que há pouco havia falado com Law e todas as outras crianças caídas ao chão e obviamente mortas.

Em suas costas, o hospital está em chamas. O mesmo hospital onde sua irmã, Lamie estava. Esse foi o exato ponto da destruição da cidade de Flevance, a White City. Único sobrevivente: Trafalgar Law, um menino de poucos anos com os dias contados. Qualquer semelhança com os eventos de Ohara é mera coincidência.

Saindo do flashback do flashback (e ficando apenas no flashback – Eu sei, mindfuck), vemos um Law com olhar fixo em Corazon e com uma faca na mão também. O movimento é rápido e ele acaba atravessando o tórax de Corazon com uma espada curta, mas não é discreto o bastante para não ser percebido pelo Buffalo, que pensa de imediato em entregá-lo para o Doflamingo. E é isso aí, é assim que termina o capítulo da semana.

Minhas considerações sobre esse capítulo e o que poderá vir a frente são: Capítulo intenso, cheio de muita informação, e de muita emoção também. É impossível não sentir a dor que Law sentiu ao ver tudo aquilo acontecendo, e ajuda bastante a construção do personagem e entendermos um pouco mais sobre o que Law é hoje. Todos os méritos ao mestre Oda, que consegue apresentar em pouco mais de 16 páginas o que alguns não consegue em uma vida inteira de mangaká. Que venham os próximos resumos.

one piece 762 - 03