Mangás da semana – Bleach 596


10 Flares Facebook 4 Twitter 4 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- 10 Flares ×

Bleach #596 01

Chega a ser triste ver um mangá como Bleach, que começou com um potencial gigantesco, se desfazer em (desculpem-me pela sinceridade escatológica) fezes. Não há outra definição mais apurada do que essa, e se há, desconheço. Não há muito mérito em prever os acontecimentos do capítulo seguinte, e hoje, já é segunda vez que faço isso desde que comecei essa sessão de Mangás da Semana.

De todo modo, não vou gastar muita “saliva” com essa introdução. Vamos ao que interessa (se interessa). Lembrando que em todos os posts da nossa sessão Mangás da Semana sempre HAVERÃO SPOILERS!

Bleach 596 – Rubb-Dolls 3

Com os capitães Kensei e Rose entrando em cena, a teórica desvantagem de Byakuya logo desaparece, ainda mais quando os mesmos dão uma bela sova no Hisagi manipulado pelo quincy do “Amor”. Talvez o efeito surpresa, por assim dizer, é o fato do próprio Mayuri também aparecer nesse campo de batalha, deixando algumas dúvidas sobre o que aconteceu lá do lado dele.

Ao ver o esquisito Mayuri, Byakuya indaga o mesmo sobre o que ele fez com os dois capitães Kensei e Rose, e, obviamente, o capitão Mayuri se vangloria de tê-los salvo. Logo em seguida vemos um flashback do que aconteceu momentos antes com os dois capitães. Ao que parece, eles foram abatidos pelos zumbis do Mayuri, fazendo com que o mesmo tivesse abertura para aplicar a sua droga nos dois.

Daí o capitão Kurotsuchi dá mais uma daquelas analisadas certeiras da habilidade da(o) sua/seu adversária(o), mostrando mais uma vez a sua exímia habilidade analítica, que diga-se de passagem não precisava mais uma vez ser provada. Ele então explica que carrega consigo exemplares de sangue de todos os membros do sereitei, e que com isso ele pôde criar um medicamento capaz de substituir todo o sangue do seu “paciente” pelo sangue que ele desenvolveu. (UOT?). Ok, é Bleach, isso é fichinha perto de outros acontecimentos.

Mas a grande sacada desse medicamento do Mayuri, é que ao fazer essa “transfusão de sangue”, ele torna os zumbis da(o) inimiga(o) em seus próprios zumbis. Tãdãããã! Ficaram surpresos? Não? Nem eu… Dadas as explicações desnecessárias, os zumbis de Kensei e Rose passam a ser os zumbis de Mayuri, e em um movimento rápido o Kensei dá fim a vida da “garota zumbi”. Simple like that. (ao menos é o que parece).

Finalmente, voltando ao cenário atual, depois de um discurso meio megalomaníaco do Mayuri e seu senso de dever de ética questionável, o quincy lá do Amor tenta acertar com sua técnica controladora o Kensei, que por sua vez se mostra imune. E isso logo após um soco nas fuças dado pelo próprio Kensei nesse tal quincy (o Pepe). o capitão Kurotsuchi explica que os zumbis DELE não têm coração. Yada yada yada…

O capítulo então se encerra com o bobalhão do Pepe levando uma sequência brutal de socos do Kensei, e no momento em que ele balbucia algum desejo de revanche, aparece nas costas dele mais uma Quincy que eu confesso que não recordo mais quem é, e nem me sinto culpado por isso.

Minhas considerações sobre esse capítulo e o que poderá vir a frente são: Bem, o que posso dizer… o capítulo não trouxe nada que não já suspeitássemos, tirando um evento desnecessário aqui, e outro personagem aleatório acolá. Do capítulo da próxima semana não sei ao certo o que esperar, a única certeza que tenho é que a chance de ser um daqueles capítulos que nos faz ficar de queixo caído está fora de cogitação. Se fosse para dar algum palpite, diria que essa quincy que apareceu atrás do Pepe vai dar cabo do mesmo no próximo capítulo. Veremos.

Bleach #596 02