Child of Light é um dos RPGs mais belos da atualidade 2


15 Flares Facebook 11 Twitter 3 Google+ 1 Pin It Share 0 Email -- 15 Flares ×

child of light 2014 04 10Sabe quando você deixa uma notícia de um proeminente RPG passar batido por um bom tempo? Pois foi exatamente isso que aconteceu quando vi em meus feeds um tal de Child of Light. Mea culpa, mea culpa. Não fosse essa curiosidade repentina que deu ao ler um post recente no Rock, Paper and Shotgun, onde é possível ver o gameplay de CoL em toda a sua exuberância, possivelmente eu passaria mais alguns meses sem sequer dar a devida a atenção a esse belíssimo jogo. Portanto, façamos as devidas apresentações para vocês, que assim como eu, não deram a mínima atenção ao vindouro RPG desenvolvido pela Ubisoft Montreal e publicado (obviamente) pela Ubisoft.

O plot de Child of Light não pode ser encarado como exatamente o mais original, mas apesar de suas semelhanças com outros tantos contos fantásticos que vemos por aí, é possível que a sua narrativa traga um ar de novidade para esse nicho que anda tão esquecido pelas empresas de grande porte. Por que exatamente a narrativa, você deve estar se perguntando. Correto? Acontece, meu caro nerd, que Child of Light é contado todo em rimas (como pode ser visto nesse vídeo dos 10 primeiros minutos de CoL), e esse toque, que por mais simples que seja, é sem dúvida algo a ser levado em consideração. Outro ponto fortíssimo do título, como pode se presumir a partir do título desse post, é o trabalho fino na arte visual de Child of Light. Mesmo nos JRPGs da era 16bit, os gráficos 2D não lhe impediam de andar para os (pelo menos) quatro pontos cardeais. Em CoL, você controla Aurora, uma garota presa em seus sonhos devido a uma enigmática doença, que perambula pelo mundo de Lemuria, no melhor estilo 2D Side-Scrolling. É isso mesmo, aquele mesmo estilo de jogabilidade que tanto fez parte da franquia Super Mario Bros. Ainda sobre o gameplay, você eventualmente ao entrar em contato com os inimigos no cenário, entra em modo de batalha, que muito se assemelha com os já conhecidos Active Time Battle (ou simplesmente ATB). Para completar a obra, Child of Light possui uma trilha sonora envolvente, que aparentemente casa perfeitamente com a temática proposta, fazendo com que a imersão no mundo de Lemuria seja ainda mais fácil de ser alcançada.

Child of Light será lançado para PC, PS3, PS4, Wii U, Xbox 360 e Xbox One, e tem data de lançamento prevista para o dia 30 de Abril de 2014. Esse que vos escreve não vê a hora de colocar as mãos em Child of Light e debulhar até o último momento desse jogo que parece ser épico.

[via RPS]

  • Bruno Bessow

    Interessante.Eu espero que eles consigam criar uma atmosfera emocional envolvente assim como o jogo “To the Moon”.

    • Assim como To The Moon acredito que não, To The Moon tem uma pegada mais adulta, não creio que seja o caso de Child of Light, tampouco a intenção. 😀