Arte de rua gera Games por todos os lados!


15 Flares Facebook 2 Twitter 11 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- 15 Flares ×

Arte de rua espalha símbolos de Games, Cartoons, entre outras nerdices por todos os lados! O criativo OakoAk não deixa escapar nada de suas lentes, e saiu registrando tudo de mais lindo que ele via com os próprios olhos. Muitas vezes, adicionava alguma coisa aqui e ali para dar mais realismo nas artes de rua.

A arte de rua é uma prática muito antiga, por povos que não temos nem ideia de como surgiram. Praticadas também na época das cavernas, em eras romanescas, índios, tribos do punk, do rock, revolucionários, e hoje em dia é considerado uma arte pela sua estética, técnica e transformação de ambientes que tornam menos agressivos e mais sociais.

Essas seleções de OakoAk, são as mais criativas e tinha tudo a ver com o nosso querido Who’s Nerd? O que vocês acham? Acho que poderíamos fazer algo assim na nossa casa, não é Sr. Who’s Nerd?

 

Funny-Street-Art-whosnerd Funny-Street-Art-whosnerd2 Funny-Street-Art-whosnerd3 Funny-Street-Art-whosnerd4 Funny-Street-Art-whosnerd5 Funny-Street-Art-whosnerd6 Funny-Street-Art-whosnerd7 Funny-Street-Art-whosnerd8 Funny-Street-Art-whosnerd9 Funny-Street-Art-whosnerd11 Funny-Street-Art-whosnerd10 Funny-Street-Art-whosnerd12

Fontes:

http://www.assuntoscriativos.com.br/

http://oakoak.canalblog.com/


Sobre Helosa Araújo

Graduada em Publicidade e Propaganda e especialista em Moda e Comunicação pela Universidade de Fortaleza, eterna estudante e pesquisadora (tendo como principais temas a fotografia, sociedade, cultura e etnias) e dona do blog Tem Na Fotografia. Teve seu primeiro contato com a fotografia (propriamente dita) em 2005 e depois de trabalhar em vários setores da comunicação se entregou aos clicks em 2007 e hoje não sabe ver uma cena sem um determinado olhar crítico pensando em uma forma de enquadrá-la. Profissionalmente falando, Helosa vivia dividida entre várias categorias da fotografia, passeou como freelancer pela fotografia Social, de Moda, Publicitária, Newborn e Documental, hoje, repórter fotográfica do jornal Diário do Nordeste tenta cumprir o seu papel de comunicadora visual usando a fotografia como sua principal ferramenta.